quinta-feira, 30 de setembro de 2010




(...)Precário, provisório, perecível;
Falível, transitório, transitivo;
Efêmero, fugaz e passageiro
Eis aqui um vivo, eis aqui um vivo!
...
Impuro, imperfeito, impermanente;
Incerto, incompleto, inconstante;
Instável, variável, defectivo
Eis aqui um vivo, eis aqui

...
Não feito, não perfeito, não completo;
Não satisfeito nunca, não contente;
Não acabado, não definitivo
Eis aqui um vivo, eis-me aqui. (...)

(Lenine sempre!) 

domingo, 26 de setembro de 2010

Desisto!


"Dificil não é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que se mais ama.
  Eu desisti. Mas não pense que foi por não ter coragem de lutar, e sim por não ter mais condições de sofrer."

Bob Marley

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Por um lindésimo de segundo.




Tudo em mim,
anda a mil
tudo assim
tudo por um fio
tudo feito
tudo estivesse no cio
tudo pisando macio
tudo psiu
tudo em minha volta
anda às tontas
como se as coisas
fossem todas
afinal de contas(...)

(Paulo Leminsk)

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Encerrando Ciclos.

     Em uma das minhas leituras livros a fora,encontrei esse texto do incrível Paulo Coelho e queria compartilhar com vocês.É um texto incrível que trata de um assunto que frequentemente temos dificuldade de lidar,e as vezes é um processo bem doloroso,porém necessário em nossas vidas.Eis aí a importância de encerrar os ciclos e ser receptivo ao novo.


"Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final…
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu….
Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora…
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração… e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do “momento ideal”.
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.
   Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é."

(Paulo Coelho)

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Seja sua melhor companhia.

     Muitas pessoas se desesperam quando estão sozinhas e pensam que isto é o fim de tudo.Em minha opinião estar sozinha é o começo,começo de um auto-conhecimento incrivel,começo de uma viagem em seu interior,um mergulho que gera conhecimentos maravilhosos e imensuráveis.Quero deixar claro que não estou falando especificamente em estar e/ou ser solteiro,estou falando da importancia de sermos a nossa melhor companhia mesmo quando temos um companheiro (a),amigos,namorado (a),família etc.
    Somente quando não estamos concentrados nas outras partes da nossa vida,é que lembramos da ausência daquele alguém.Precisamos aprender tirar proveito de nossa propria companhia,não se julgar o mais infeliz do mundo só porque não tem companhia para sair,ou mesmo para conversar.Aprenda a conversar consigo mesmo,aprenda tornar o convívio com você mesmo o melhor possível,ame-se,leve você mesmo para sair,vá ao cinema sozinnho,leia mais,invista seu tempo e suas energias naquilo que lhe dá prazer e aprenda a dançar sozinho.

   Como assim dançar sozinho?

É isso aí, dance com você mesmo! Saia para a balada,ou ligue o som e afaste os móveis e comece a dançar,dance como nunca, aproveite cada minutinho desse momento tão fantástico em que você entra em sintonia com seu EU,vai perceber como uma simples atitude como essa te alivia,principalmente se você assim como eu leva uma vida super corrida e estressante.Deu tudo certo? Dance. Deu tudo errado? Dance ainda mais!!!

  Ficamos muito preocupados pensando na solidão,carentes,esperando alguém que nos possa fazer felizes.Você não acha que é muita pretenção colocar a responsabilidade de te fazer feliz em outro ser humano? Não estou dizendo para ser arrogante,do tipo que diz "Eu sou auto-suficiente,não preciso de ninguém".Todos nós precisamos uns dos outros,estou querendo aqui destacar a importancia de fazer dos momentos que estamos a sós os mais prazerosos possíveis,tornando-nos assim nossa companhia.E quando estivermos acompanhados ser sempre as melhores comapanhias (literalmente),aquelas que as pessoas querem sempre por perto.Quem sabe dançar sozinho,saberá dançar muito melhor acompanhada e conforme a música,pode ter certeza!
Se tem uma coisa que eu queria ter escrito e participado seria desse vídeo aí embaixo,muito lindo e fala perfeitamente sobre o que eu disse neste post: Seja sua melhor companhia sempre!!!
Escrito por: Lígiah Alves.




Beeijos!